quarta-feira, 5 de agosto de 2009

...

Quando eu for, um dia desses,
Poeira ou folha levada
No vento da madrugada,
Serei um pouco do nada
Invisível, delicioso

Que faz com que o teu ar
Pareça mais um olhar,
Suave mistério amoroso,
Cidade de meu andar
(Deste já tão longo andar!)

E talvez de meu repouso...

[ Mario Quintana ]

2 comentários:

Chico disse...

Tão belo, Mario Quintana é o máximo mesmo!




P.S: Fiquei curioso em saber seu nome, eu posso saber?? :D

Isaac disse...

Ah Quintana! Tu é um dos poucos homens que me faz suspirar.

haha

:*